O diretor executivo e coproprietário da IO Interactive, Hakan Abrak, abriu o jogo sobre a divisão amigável do estúdio com a editora Square Enix.

Em entrevista ao Game Informer, Abrak revelou que a Square Enix “perdeu a fé” na franquia após vendas “historicamente baixas”, que aconteceram em parte por causa do formato de lançamento episódico da Hitman:

“Chamaram de estratégia do Cavalo de Tróia: basta colocar as pessoas dentro e se elas gostarem, vão atualizar. Talvez tenhamos volumes muito maiores no início e espero que possamos converter essas pessoas se elas gostarem do jogo. Essa era a estratégia. Acabamos tendo um começo historicamente baixo, com baixas vendas. Dessa maneira, até a nossa editora–proprietária perdeu a fé naquela época.”

Olhando para trás, o que o diretor executivo disse faz total sentido. Sempre houve certo ceticismo com relação ao formato episódico de Hitman. No entanto, tudo isso parecem “águas passadas” para Abrak e a Square Enix.

Agora, ele está ansioso para começar a trabalhar no novo Project 007, uma vez que a trilogia de Hitman termina no final deste mês. No entanto, isso não significa que a IO esteja abandonando o Agente 47. Como disse o diretor de criação Christian Elverdam, a IO Interactive está sempre “criativamente faminta” e “curiosa”.

Hitman 3 será lançado em 20 de janeiro para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X/S e PC.