O objetivo de Digimon Survive é ser um jogo mais maduro para os fãs. Em uma recente entrevista ao site Siliconera, o produtor Habu Kazumasa teve tempo para conversar sobre o que os fãs podem esperar do novo jogo de Digimon. Para iniciantes, o enredo do jogo se concentrará em como os Digimon interagiram com os humanos e ajudaram a moldar seus vários mitos.

Por exemplo, Habu comentou sobre Kyubimon e Dragomon provavelmente são responsáveis ​​pelas lendas de Kitsunes e Cthulhu. Ele menciona que, embora os Digimon sejam chamados de “monstros digitais” por conta dos dispositivos digitais que são necessários para invoca-los, afinal eles sempre estiveram por perto e interagiram com a nossa humanidade.

Digimon survive
Digimon survive

Habu também falou sobre seu raciocínio para escolher Agumon como um parceiro Digimon. Simplesmente, o raciocínio é que o jogo segue algumas pistas da popular série animada Digimon Adventure.

O parceiro do personagem principal (Tai) era Agumon na série animada, então ele pensou que seria uma boa ideia fazer o mesmo com Digmon Survive. Quanto aos outros personagens que se juntam a aventura, o objetivo era tentar destacar alguns dos Digimon mais obscuros que não foram bem aproveitados na série.

Uma característica importante do Digimon é que eles podem se transformar em várias formas diferentes, dependendo de uma variedade de fatores. Só Agumon tem várias formas que pode assumir, cada uma das quais é então dividida em várias outras formas. Isso se reflete no jogo, com Agumon, as evoluções dependem dos “pontos de intimidade” e “pontos de carma”.

Ganhe pontos de intimidade com suas ações

Ainda que Habu não tenha se aprofundado muito em cada sistema, e como exatamente eles afetarão a mudança, ele pelo menos explicou que os pontos de intimidade serão obtidos por meio de opções de diálogo, enquanto pontos de karma serão obtidos por decisões em combate.

Digimon Survive foi anunciado pela primeira vez em 2018, e está programado para ser lançado no PlayStation 4 e Nintendo Switch em 2020. O jogo combina elementos de jogos de estratégia baseados em turnos, além de tirar proveito da arte 2D em um cenário 3D. Ao contrário dos seus antecessores. Digimon Survive conta uma história definida, mas essa história pode ter vários resultados, algumas escolhas podem influenciar na morte de alguns personagens. Dessa forma as ações do jogador vai decidir o final da trama.

Leia Mais: Ardyn de Final Fantasy XV chega em Dissidia Final Fantasy NT