Nos dias de hoje vivemos uma verdadeira “enxurrada” de jogos do gênero metroidvania, com diversas ofertas de escolha para o consumidor neste estilo. Assim necessitamos perguntar: Por que deveríamos escolher Guacamelee! ao invés de tantos outros?

A resposta veremos detalhadamente a seguir, mas por ora já tenho a dizer que sua narrativa descontraída, evolução constante do personagem e alta plasticidade de gameplay fizeram dele atraente para todos os públicos, seja ele novato no gênero ou mais experiente.

Personagens carismáticos são um atrativo para se conhecer Guacamelee!

Guacamelee! trata-se de um jogo do gênero Metroidvania, desenvolvido e publicado pela DrinkBox Studios em abril de 2013 para Playstation 3 e PS Vita, sendo posteriormente portado, ainda no ano de 2013, para Microsoft Windows.

Em 2014 o título chegou às plataformas Linux, Wii U, Xbox One, Xbox 360 e PlayStation 4. Por fim, em 2018 foi a vez do Nintendo Switch ter uma versão do jogo. A versão avaliada neste artigo será a Super Turbo Championship Edition de PlayStation 4.

Abaixo segue o trailer de Guacamelee!.

Curiosidade 1: O sucesso de crítica veio logo para a franquia Guacamelee! sendo indicado em premiações destinadas ao estilo indie. Com relação às notas, variam entre 8.0/10.0 e 9.0/10.0 (dependendo da plataforma) no site que reúne as médias dos avaliadores, Metacritic. Entre estes, vale destacar, por exemplo, o site IGN, que deu nota 9.0/10.0 para o título.

A DrinkBox

Aqueles que não conhecem, a Drikbox é uma softwarehouse independente localizada em Toronto, no Canadá. O estúdio foi criado no ano de 2008, por Chris Harvey, Ryan McLean e Graham Smith, três amigos que trabalhavam juntos na Pseudo Interactive, empresa que veio a fechar no mesmo ano.

A equipe do estúdio DrinkBox.

Inicialmente o nome do estúdio foi Not a Number Sofware, porém seus integrantes acreditavam ser horrível e, após reuniões, chegaram à conclusão de que deveriam alterá-lo para DrinkBox. Vale destacar que, mesmo sendo Guacamelee! o título responsável pela principal fama deles, este não foi o seu primeiro jogo, de forma que o game Tales From Space foi a franquia que deu início aos trabalhos deste promissor time, isto no ano de 2011.

Abaixo seguem imagens de Tales From Space.

Curiosidades 2: No ano de 2014, Guacamelee! recebeu uma atualização chamada de Super Turbo Championship Edition, com diversos acréscimos: como fases inéditas, a habilidade “intenso”, novo chefe, entre outros. Estas novidades revigoraram o título, fazendo dela sua versão definitiva.

Enredo

Abaixo iremos tratar do enredo de Guacamelee!. Porém você que não jogou, fique tranquilo. Apenas o prólogo será tratado aqui, de modo que não vai atrapalhar de forma alguma a experiência daquele que ainda não teve o prazer de jogar este grande game.

O bom humor está presente em toda a campanha, como no poster do Mega Man abaixo. Melhor dizendo, Mega Hombre.

O enredo de Guacamelee! não é complexo, servindo mais como um pano de fundo para a aventura. Mesmo assim, não deixa a desejar e consegue ajudar na ambientação que o título busca. Tudo tem início quando o protagonista, Juan, um humilde fazendeiro dos campos de Agaves, que na infância sonhava ser um famoso luchador, resolve ir até uma cidade próxima aproveitar os acontecimentos de um grande festival que lá estava acontecendo.

Infelizmente, ao chegar, a casa do prefeito (El Presidente) está pegando fogo e o vilão da história, Carlos Calaca, prestes a sequestrar a filha do governante. Em um impulso de heroísmo, Juan tenta salvar a bela indefesa, porém, acaba falecendo (no melhor estilo Yusuke Urameshi).

O encontro com Tostada, a guardiã da Máscara.

Na sequência Juan acorda no mundo dos mortos e, após fazer um breve reconhecimento do local, encontra-se com a misteriosa guardiã da Máscara, Tostada, que lhe fornece esta curiosa vestimenta. Ao vesti-la, nosso protagonista retorna a vida na forma de um luchador. Agora a aventura inicia para valer e Juan sai em busca de vingança contra Carlos Calaca, além de salvar a bela filha do prefeito, é claro.

Super Hermanos? Saquei a referência.

Curiosidade 3: Como já dito anteriormente, o bom humor é um dos maiores destaques em Guacamelee! sendo que toda a aventura possui um ritmo leve e realmente, conseguindo nos “arrancar” algumas risadas. Um de seus maiores destaques, neste sentido, são as inúmeras referências de flimes, séries, quadrinhos, jogos e até memes de sua época. Tudo isto nos motiva a buscar por cenários inexplorados e, assim, encontrar alguma destas mensagens subliminares.

Você, leitor, saberia dizer de onde vem a estátua Choozo?

Personagens

Desta vez vou fazer diferente. Ao contrário do bestiário em que costumo descrever os inimigos dos jogos, hoje irei comentar sobre os personagens que compõem a trama de Guacamelee!. Devido ao fato de todos serem bastante carismáticos, acredito que mereçam esta devida atenção. Para aqueles que ainda não jogaram, fiquem tranquilos, nenhuma informação essencial capaz de estragar a experiência de jogo será divulgada.

– Juan Aguacate: Trata-se do grande herói e protagonista desta série, de sobrenome abacate. Inicialmente é apenas um fazendeiro, humilde e que preza em ajudar os outros. Infelizmente tem sua vida abreviada antes de sua verdadeira hora e, por isto, acaba recebendo uma segunda chance, agora como um Luchador.

Juan, el Luchador.

– Carlos Calaca: O grande vilão de Guacamelee!. Já foi um ser humano, no passado, que acabou por ser traído pelo Diabo em um estranho acordo que comprometia entregar a ele sua alma após a morte. Agora, depois de morto, sequestra a filha do prefeito com a finalidade de fazer um ritual que lhe dará grandes poderes, capazes de fazê-lo unir os mundos dos vivos e dos mortos em um só para, após, dominar ambos.

Calaca – O ambicioso vilão da aventura.

– Uay Chivo: O personagem mais interessante é um velho, decrépito, sábio, um pouco safado e com poderes para se transformar em um bode. Apesar disto ele é o mestre dos principais Luchadores da região, como Jaguar Javier, Juan e Tostada. É proprietário de inúmeras estátuas Choozo capazes de dar poderes especiais para aqueles que as quebrarem.

Também é uma referência ao mito do folclore Maia, Huay Chivo, uma criatura metade homem, metade fera que aterrorizava rebanhos nas noites da região. Sua lenda é uma das maiores inspirações para as histórias do chupacabra, por isso sua transformação em bode.

Uay Chivo – segura essa tanga, por favor.

– Tostada: Enquanto viva seu nome era Josefina e teve uma morte heroica por estar ajudando a população a evacuar sua cidade durante a erupção do Pico do Gallo. Devido a isto, recebeu um tratamento diferente ao chegar no mundo dos mortos, recebendo habilidades de luchadora e a missão de guardar a grande Máscara Sagrada.

Tostada, heroína até depois de morta.

– Jaguar Javier: Metade homem, metade Jaguar, Javier convive com esta maldição desde tempos remotos. No passado foi um grande Luchador, aluno de Uay Chivo, porém, devido a alguns acontecimentos, acabou indo para o “lado negro da Lucha”.

Caso prestarmos atenção aos cenários do game podemos perceber que sua presença está na história do povoado desde suas origens, como, por exemplo, ser responsável pela morte de um gigante que acabou se transformando no vulcão que matou grande parte da população, inclusive Josefina. Hoje, Javier é o subordinado mais temido de Calaca.

Jaguar Javier, um rival a ser temido.

– X’Tabay: É outra antagonista do jogo. Trata-se de uma bruxa que vivia sozinha em uma casa no Pueblucho. Atualmente é namorada de Calaca, porém não está muito feliz com os rumos de seu relacionamento, o que faz ter interesse pelo personagem secundário Frey Ayayay. No jogo sua maior contribuição está no fato de fornecer a Juan a habilidade de trocar de dimensões.

X’Tabay, a bruxa companheira de Calaca.

– Flame Face: Em vida ele era um criminoso incendiário que foi amaldiçoado a ter sua cabeça em chamas durante toda a eternidade. Atualmente serve a Calaca para dominar os mundos dos vivos e dos mortos em busca de privilégios. Assim como a maioria dos vilões de Dragon Ball, muda de lado após receber umas belas pancadas.

Tá pegando fogo bicho!.

– Lupita: Em poucas palavras é a “princesa” a ser resgatada. Na infância foi amiga de Juan, a quem admirava em seguir com seu sonho de ser um Luchador. Atualmente, ao retornar da Universidade para o festival organizado pelo prefeito (seu pai), acaba sendo sequestrada por Calaca com a finalidade de ser sacrificada em um ritual. Acaba sendo escolhida pelo fato de ter nascido durante um eclipse.

Lupita, a princesa da vez.

Curiosidades 4: Guacamelee! é pop. Juan e, algumas vezes, Tostada já fizeram suas participações especiais em jogos de outras franquias. Entre estes, podemos citar os jogos Hex Heroes, Runbow e Indivisible. Não há mais dúvidas quanto o potencial carismático de seus personagens.

Análise Técnica

Caso o leitor já jogou algum metroidvania já sabe como funciona o gameplay de Guacamelee!. O título segue a clássica formula de ir adquirindo habilidades que passam a permitir que o jogador atinja áreas que inicialmente não era possível e, assim, abrindo um mapa até o final da aventura.

Uma das marcar deste game é vencemos inúmeras batalhas em um estilo que, algumas vezes, lembram os clássicos beat em’ ups, além de “esquemas” de plataforma bastante originais.

Mapa sendo aberto aos poucos, típico de jogos do gênero.

Durante a aventura, original, percorremos 12 áreas em busca de itens e power-ups, sendo a maioria deles obrigatórios, não apenas para chegar ao final da aventura, mas também para superar os adversários que ficam, consideravelmente, mais fortes perto da conclusão de Guacamelee!.

Guacamelee! nos mostra que as plataformas ainda estarão por muito tempo em nossos jogos.

A dificuldade do jogo é de um ritmo crescente, com adversários fracos no início da aventura e fortes quando chegamos perto de sua conclusão, o que pode ser problemático para aqueles que não aprendem a fazer os combos de forma proveitosa.

Em todo caso, recomendo que o jogador explore bem os cenários em busca de power-ups de energia e especiais para facilitar o progresso da aventura, além de, claro, buscar aprender os padrões de ataques dos inimigos. Assim, um jogador experiente não terá problemas para chegar ao fim deste título.

Batalhas mais complexas surgem ao final da aventura.

A parte gráfica de Guacamelee! merece parabéns. Rico em detalhes e impressionante em determinados momentos, principalmente se tratando de um jogo do tipo indie. Durante sua campanha, não tive contato com qualquer bug, caso ele tinha, foi corrigido posteriormente em atualizações do título.

Inimigos grandes e detalhados impressionam.

Analisando a opinião de alguns jogadores com relação aos controles, curiosamente vi que não agradaram a muitos. Eu, por outro lado, achei incrível e sem qualquer defeito grave a ser relatado. Tudo responde bem aos comandos exigidos pelos desafios propostos e de acordo com sua dificuldade.

As vezes chega a ser confuso devido a quantidade de inimigos na tela.

Na narrativa de Guacamelee!, seu principal destaque está em seu tom bem-humorado presente em toda a aventura. Sua ambientação tem como destaque a cultura mexicana, com alimentos, músicas e seus diversos costumes. Seus easter-eggs e diálogos curiosos nos incentivam a exploração e nos transmitem a sensação de constante leveza presente em toda sua campanha.

Aqui gostaria de destacar dois momentos interessantes (conforme vemos nas imagens abaixo). Em um deles percebemos um constrangimento por parte da filha do prefeito quando é chamada de Virgem do Sacrifício, assim como ao chegarmos ao fim de um difícil calabouço nos encontramos com alguém que nos informa que nossa princesa está em outro castelo junto de seu marido. Momentos memoráveis em campanhas de qualquer jogo de aventura.

Seu tempo de campanha se dá em torno de 10 horar de gameplay quando jogado pela primeira vez, isto caso o jogador explore bem os cenários e morra algumas vezes durante a aventura. Este tempo de jogo irá subir algumas horas caso o jogador busque os chamados 100%, assim como diminuirá em partidas futuras deste mesmo jogo.

Itens encontrados aumentam nossas barras de vida e magia.

O fator replay do título é razoável, visto que a busca por seus 100% possa levar a algumas horas extras de aventura, assim como caçar todos os seus troféus. A grande diversão presente na aventura também pode motivar o jogador a fazer mais uma partida em um futuro próximo.

A ambientação dos povoados merecem parabéns.

Como dito no parágrafo anterior, a diversão é, certamente, o principal fator em Guacamelee! Com uma jogabilidade envolvente, uma campanha em que o protagonista está em constante processo de evolução e a presença do bom humor, temos um jogo que nos prende do início ao fim, o que incentiva até mesmo ser revisitado.

Chefes carismáticos também estão presentes.

A trilha sonora em Guacamelee! foi composta por Rom Di Prisco e Peter Chapman e é incrível, fazendo uma relação direta à cultura mexicana presente na aventura, combinando perfeitamente com a ação constante do jogo. Os efeitos sonoros também estão ótimos, com toques de touradas e batidas de violão em determinados momentos.

As legendas em “pt-br” estão entre as melhores adaptações e traduções que já tive o prazer de ler (rivalizando em qualidade com Celeste), combinando perfeitamente com a proposta de humor do título.

Abaixo segue a trilha sonora completa de Guacamelee!

Curiosidade 5: Graças ao sucesso que Guacamelee! teve junto a crítica e ao público, uma sequência já era algo a se esperar. Assim aconteceu, em agosto de 2018 Guacamelee! 2 chegou ao mercado, sendo lançado, inicialmente, para PlayStation 4 e Microsoft Windows.

Em dezembro de 2018 e janeiro de 2019 foram as vezes do Nintendo Switch e o Xbox One receberem suas versões, respectivamente. Como imaginamos, este jogo também teve sucesso com a crítica e o público e, quem sabe, ainda receba um artigo somente para ele aqui na Gamer Point.

Abaixo segue o trailer de Guacamelee! 2. Obs: Não esqueça de ativar as legendas em português.

Conclusão

No ano de 2013 o gênero Metroidvania já apresentava sinais de desgaste perante o público e a crítica, já que esta fórmula estava sendo usada em excesso por muitas empresas.

O interessante é que, apesar disto, Guacamelee! foi tão bem feito que conseguiu se destacar perante tantos concorrentes de mesmo estilo, demonstrando que ainda havia espaço para um título assim, com gameplay comovente, personagens carismáticos e, acima de tudo, valorizando, e muito, a diversão.

 

Jogado no PlayStation 4